domingo, 13 de dezembro de 2009

Furibica e o horizonte

O mundo de Furibica também enxerga o horizonte, por isso ela registra o que pensa sobre ele:

Sofrer é normal, mas soluções paleativas não vão resolver, acho que precisamos primeiro ESTAR "consigo" mesmo, e começar a focar novos horizontes... pois é,

...O horizonte...
. >>> akela linha tênue e distante que qnto mais a gente se aproxima mais ela se afasta!
>> e enquanto tentamos nos aproximar criando estratégias e explicações para esse mistério, vamos nos distraindo pelo caminho...

*Esqueça de alimentar o sofrimento, que ele acaba morrendo de fome*

sábado, 5 de dezembro de 2009

Furibica não consegue dormir.
Voltou a trocar o dia pela noite e estava refletindo sobre a semana em que foi fazer um curso fora...
Pensou em todo o trajeto de ida e de volta.
Na ida, sentiu-se num cenário colombiano. Era como se estivesse sendo libertada pelas FARC, era tudo muito parecido, a linha de trem cercada de mato, no meio do nada, uma van meio van meio ônibus: sinistro!!

A estrada basicamente caminho de "lá vai um" um carro pra lá, outro pra cá.
Um vai outro volta, sem espaço nem pra ciclista muito menos pra pedestre! Estradinha macabra!!

Na volta, além de vivenciar o cenário colombiano, Furibica ainda teve que esperar uma segunda condução para retornar ao seu lar- doce - lar!
Acompanhada de duas amigas, as três sentaram-se numa calçadinha de cimento na beira da estrada, dá pra imaginar a cena??

BR101, mato de um lado, mato do outro. Do outro lado da pista a "van da Colômbia" esperando seus passageiros e as 3 marias "sentadas à beira de um caminho que não tem mais fim. "

Ai! Foi cruel!
Mas por outro lado, Furibica se apaixonou pela cena. Ao mesmo tempo que trágica e cansativa, tinha também um "q" de poesia. 3 educadoras sentadas à beira do asfalto, mesmo que desoladas e cansadas por algum tempo, sabiam de onde estavam vindo, e para onde iam.

Mais importante do que vir do macabro cenário colombiano, é saber pra onde se quer ir!

Furibica contenta-se por compreender a poesia e filosofia que existe em cada momento da vida.

Agora Furibica vai dormir, porque a viagem foi longa e a reflexão exigiu demais dos neurônios da pobrezinha que, como a Educação, vem de um cenário deprimente, mas que tem objetivo e sabe onde quer chegar: a frente e avante...

(ainda que seja utópico ou ideologia furada, Furibica acredita em si, independente de quem a possa cercar).

Furibica .

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Furibica anda muito pensativa ultimamente.
Bolando altos projetos para o futuro.
Decidiu o que vai ser quando cescer: vai escrever um livro, plantar uma árvore e ter um filho!

Quer dizer, essa é a missão de todo humano na terra; mas Furibica quer mais!

Escreverá um um best-seller e um mega amor pra marcar a história, a literatura, os gados, e tudo mais que aparecer pela frente.

hehehe... é melhor Furibica se retirar, se não, não conseguirá executar seu projeto em vida. (quem dirá depois de morta).

Bom dia a todos.

domingo, 1 de novembro de 2009

Furibica tem seus momentos de sobriedade,
pena que sejam tão mais frequentes que os momentos de insanidade.

Furibica agora está envolvida com um novo projeto importantíssimo: participar do Yahoo!Respostas... realmente importante essa ocupação da Furibica...

Personagem virtual: vida virtual!

E eu? Sou eu ou sou Furibica? Sou real ou virtual?

Ops! Acho q minha vida não é virtual, apesar de Furibica ser minha e uma parte de mim, eu sei, Furibica e eu somos uma interseção, não um mesmo elemento dissociado.

Com toda essa complexidade, Furibica ficou confusa e vai dormir!
Boa Noite.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Filosofia de Furibica


Furibica hoje acordou, escovou os dentes, almoçou, voltou pra dormir e resolveu ligar o computador antes, para partilhar com todos um pensamento positivo que a faz prosseguir quando tudo que está ruim aparenta que pode ficar pior... Ela aprendeu essa frase com uma velha amiga, que sempre repetia:

O MUNDO É LARGO...

SE APERTA NELE QUEM QUER!!

sábado, 19 de setembro de 2009

Obs




ps.: sobre o texto anterior vale acrescentar outra dúvida:


Uma mulher, não menina ou adolescente, mulher mesmo, canta naturalmente "sou uma florzinha de Jesus"?








Uma mulher, não menina ou adolescente, mulher mesmo, faz fantoches imaginários com os próprios dedos?












  • Uma mulher, não menina ou adolescente, mulher mesmo, conversa com cachorro até que o animal interaja na conversa?








Acho que não... =/

Questionando atitudes


Furibica hj acordou muito filosófica.
Pensativa... sem querer, pegou-se questionando gestos e atitudes que jamais deveriam ser levados em conta, tais como:

  • Uma mulher, mulher mesmo, não digo menina ou adolescente, mas uma mulher: ainda pode tomar banho de calcinha alegando ser para não esquecer de lavar?? Ou tomar banho de calcinha é uma atitude infantil e imatura??
Ó, dúvida cruel!!!

  • O que é que uma mulher faz que não é de interesse infantil?
  • O que é que eu faço que não é de interesse de uma mulher normal como eu deveria ser?

Acho que um blog com nome de Furibica não seria lá o sonho de consumo de uma MULHER que quer ser vista, sentida e desejada como tal... Ainda assim, a Furibica é uma ideia minha e não abro mão dela!! [ainda que ela seja meu sinal mais público de infantilidade].

Reflita e responda, se for capaz, pelo menos à primeira pergunta!

Abraços da Furibica

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

vc num vale nada, mas...

Furibica hoje acordou inspirada!!
Ligou o computador e resolveu escrever depoimentos sobre seus amigos no orkut, e para a maioria deles ela escreveu uma linda música que diz:

"vc nao vale nada mas eu gosto de vc"

Todos, obviamente, acompanhados de um sincero "eu te amo" no fim.

Chego a pensar que a vida de Furibica esteja no fim, ela jamais foi tão sentimental em toda sua vida.

//mas... prefiro não pensar muito no assunto, levando em conta que a Furibica sou eu\\

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Em um momento intelectual, Furibica diz:

é claro que sei que madeira e água deixam de ser amigos depois que a madeira morre...



"Elementar meu caro Watson!!"

Teoria de Platão

Furibica hoje foi à faculdade.
Um dos assuntos em pauta foi o mito da caverna, de Platão.
Por seu exemplar comportamento e sadia participação, Furibica foi convidada a expressar suas ideias sobre o tema. Sem ter o que falar, mas não podendo perder a viagem, ela descreveu um caso recentemente acontecido em sua família, quando um amigo telefonou para a mãe de Furibica contando alegremente:
" - Titia, agora... olha, agora eu saí da caverna, titia! Agora eu tô feliz, minha vida mudou. Agora sim eu saí da caverna titia - estou morando com minha sogra..."

O resto da história nem precisa completar, neh?!?! A gargalhada tomou conta da sala de aula! E concluímos: cada um no seu quadrado, ou melhor, na sua caverna.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Furibica

Neste blog estarão escritas as histórias de Furibica e sua turma.

Histórias reais descritas e vivenciadas por personagens obviamente fictícios.

Óbvio!! Sim, Óbvio, já que não me chamo Furibica.

A turma de Furibica será composta por alguns amiguinhos que conforme forem aparecendo vçao tendo seus respectivos nomes inventados, alguns já estão basicamente definidos, que serão:
Zocruda, Tofu, Zureta e não sei mais quem, além, é claro, da própria Furibica, personagem central manipulador de todo contexto a ser apresentado.

Divirtam-se com as histórias de Furibica e Sua Turma.